Email to

maravilhosodestino@gmail.com

16/06/2011

RTP - Raios Te Partam ..mas é

«Se vamos cortar na televisão estamos no mesmo plano de cortar na Educação, em cortar turmas e deixar de dar ensino aos meninos. Não estamos a falar de um serviço superfluo» dito por João Carlos Silva, presidente da RTP entre 2000 e 2002 aqui. Comparar cortes em televisão com a Educação só demonstra o quão mal educados estão os nossos governantes ( porque o senhor já foi secretário de Estado do Orçamento vejam lá bem). 
A RTP não é uma BBC definitivamente. Podem acusar-me de estar com manias de emigrante para quem o que é de fora é que é bom, mas não sou assim com tudo e facto é que regressei. Mas a televisão é ponto que para mim nem tem discussão. Senão vejamos:
  • Praça da Alegria de manhã, mais Portugal no Coração à tarde. Qual é a diferença? Não sei.
  • Preço Certo? Mais um para a terceira idade.
  • Festa da flor, do chouriço, da sopa de pedra ou das papas de sarrabulho. Qualquer porcaria é desculpa para um programa numa terra qualquer com Jorge Gabriel, Sónia Araújo, Malato, Baião, Tânia Ribas ou mais algum do costume. É o belo do artista convidado para fazer playback foleiro no meio de uma praça, o vendedor de artesanato, o padre da paróquia e o presidente da junta. Sempre a mesma coisa.
  • Portugal sem Fronteiras - mais uma variante do mesmo - com o Carlos Alberto Moniz que é tão bom apresentador como eu seria mecânica. Mais playback e pimbalhada. E nem venham que é música ligeira portuguesa. Oh pá de vez em quando ainda vá lá que não vá, agora SEMPRE a mesma lenga lenga. Arrrrrreeee.
  •  Agora até o Nicolau Breyner tem um pseudo talk show muito foleiro que não vale nenhum. Até metem dó aquelas piadas na tentativa de stand up inicial roçam o racista e homofóbico, pelo menos uma vez a que assisti.
  • Ordenados mirabolantes para estrelas como Malatos, Catarinas, Rodrigues dos Santos e Baião. Merecem? Não discuto. Não devem é ser parte do orçamento do estado.
  • As séries em condições sempre a altas horas da noite.
  • Nesta triste RTP só se safa mesmo a 2 onde ainda dá alguma coisa de jeito de vez em quando. Ahhh e o Ultimo a Sair e o Conta-me como foi na RTP 1 pronto, pronto.
Privatizar SIM. Eu  acho que não tenho obrigação nenhuma de andar a pagar esta palhaçada.

2 comentários:

teardrop disse...

Também sou a favor da privatização da RTP, nem sei como é que não foi das primeiras coisas a fazer quando a crise começou a apertar. Mas pronto, pode ser que desta vez avance!

Lisbo@ disse...

Concordo! A RTP parece o retrato de Portugal, tratar bem os de fora, quem está cá não merece nada!